OVNIS ONTEM , NA BUSCA DA VERDADE

A procura pelo ‘Bigfoot’ é feita com 70 cientistas de todo o mundo


Setenta cientistas de todo o mundo, desafiando o ceticismo generalizado, têm se envolvido pelas últimas quatro décadas na procura pelo “Bigfoot” (também conhecido como Yeti, Pé Grande, Abominável Homem das Neves, etc.), a enorme e cabeluda besta, alegadamente vista em áreas remotas dos Estados Unidos (e do mundo), disse Rhettman Mullis, fundador e diretor daWestern Bigfoot Society.
Somos diferentes dos outros pesquisadores do Bigfoot, no sentido de que começamos com a certeza de que o Bigfoot existe; assim focamos nossos estudos em seu comportamento e classificação dentro do reino animal“, disse Rhettman.
A região Noroeste e o estado de Washington, nos EUA, onde a Sociedade Bigfoot tem sua base, são as áreas com o maior número de avistamentos do animal nas densas florestas e montanhas.
É impossível estimar quantas dessas criaturas vivem no mundo, mas eu diria que somente na América do Norte há aproximadamente 100.000 delas“, disse Rhettman, que é um psicólogo por profissão.
Rhettman disse que tem estado fascinado pelo Bigfoot desde sua infância, quando viu uma das criaturas pela primeira vez.
“Eu vi com um com os meus próprios olhos”, disse Rhettman. “Foi em 1977 e aconteceu em Puget Sound (no estado de Washington – EUA).  Aquilo mudou minha vida para sempre.
Team Bigfoot‘, a operação de campo da sociedade que tem 70 membros, coletou aquilo que Rhettman descreve como sendo “evidências extensivas” da presença da criatura, como pegadas e pelo, as quais têm ajudado os pesquisadores a montar as características do Bigfoot.
A meta principal da equipe, que inclui peritos em genética, em primatas, em zoologia e biologia dos Estados Unidos, Canadá, Grã-Bretanha, Rússia e Austrália, é a de classificar o Bigfoot entre as espécies animais.
Os Bigfoots estão relacionados tanto com os humanos quanto aos macacos”, disse Rhettman.  “Seu pelo é similar ao dos humanos e eles caminham como os humanos, mas possuem braços longos e pernas curtas, como símios.
Embora o nome “Bigfoot” (Pé Grande) tem sido usado desde o final da década de 1950, Rhettman disse existir relatos documentados de avistamentos e encontros com a criatura pelo mundo todo, por mais de 1.000 anos.
E você, acredita na existência dessa legendária criatura?