OVNIS ONTEM , NA BUSCA DA VERDADE

Físicos criam o ‘raio trator’ reversível

tractor1.jpg
O tecnologicamente avançado ‘raio trator’, feito de um facho de laser ‘oco’ (um laser mais brilhante em suas beiradas e oco no centro), foi capaz de mover partículas de 0,2mm em diâmetro, por distância de até 20 cm, o que é 100 vezes mais do que já foi conseguido em experimentos anteriores.
A demonstração de uma raio laser como este em grande escala é um tipo de cálice sagrado para os físicos especialistas em lasers“, disse o Professor  Wieslaw Krolikowski, da Escola de Pesquisa de Física e Engenharia da Universidade Nacional Australiana (ANU, sigla em inglês).
Experimentos anteriores, tais como aqueles conduzidos pela Universidade de St. Andrews, eram baseados no movimento dos fótons para impulsionar partículas a níveis microscópicos.  Este último experimento, porém, usou o laser de forma diferente: ao invés do movimento do fóton, a equipe usou o calor.

tractor2.jpg
A equipe prendeu partículas microscópicas ocas de vidro banhadas a ouro no centro escuro do raio de laser.  A energia do laser viajou através da superfície das partículas, onde foi absorvida.  Isto criou ‘áreas quentes'; quando as partículas de ar colidiram com estas ‘áreas quentes’, elas se aqueceram e foram expelidas da partícula; por sua vez, a partícula então retraiu na direção oposta.
Para então manobrar a partícula, a equipe cuidadosamente controla a polarização do facho de laser para aquecer a porção desejada da superfície da partícula.
Desenvolvemos uma técnica que pode criar estados anormais de polarização no raio laser em forma de rosca, tais como o formato de uma estrela (axial), ou um anel polarizado (azimutal)“, disse o Dr. Cyril Hnatovsky da ANU. “Podemos ir facilmente de uma polarização para outra e assim parar a partícula ou inverter sua direção, à vontade.”
Esta técnica possui um grande potencial: Ela é versátil, porque usa somente um único facho laser.  As aplicações práticas poderiam incluir o controle da poluição atmosférica, ou recuperar pequenas partículas delicadas ou perigosas para amostragem.  Ela também pode ser escalada para usos maiores.
Devido ao fato dos lasers reterem a qualidade de seus fachos por longas distâncias, isto poderia funcionar por sobre longas distâncias.  Nosso laboratório não é grande o suficiente para esta demonstração“, disse o co-autor, Dr. Vladlen Shvedov.
O documento completo sobre este trabalho pode ser encontrado no seguinte link: Nature Photonics.
Este é mais um exemplo de ocorrência quase que diária, da realidade imitando a ficção.

Fonte das informações: www.cnet.com