OVNIS ONTEM , NA BUSCA DA VERDADE

Invasão de computadores é associada ao descobertamento extraterrestre e mais

nuremberg-trials-hacking-ET-disclosure-650
Julgamentos de Nurembergue. Montagem: exopolitics.org

O mistério sobre quem invadiu os arquivos dos históricos de funcionários governamentais federais dos EUA foi solucionado, de acordo com um delator que alega ter trabalhado em programas espaciais secretos.  A invasão foi feita para agregar dados para futuros julgamentos de crime de guerra, uma vez que a verdade sobre os programas espaciais secretos e a vida extraterrestre seja revelada para o mundo.
Em 4 de junho, foi anunciado que as informações pessoais de até quatro milhões de funcionários governamentais federais foram ‘hackeadas‘ por uma fonte desconhecida.  Dias mais tarde, foi dito que a invasão tinha sido mais extensa, envolvendo até 14 milhões de arquivos pessoais, desde a década de 1980.  Os incidentes de invasão envolveram extensa informação sobre os históricos de indivíduos, adquiridos em avaliações de segurança para suas liberações a níveis de acesso a segredos.
Os incidentes envolveram o Office of Personnel Management – OPM (Gabinete de Gestão de Pessoal), o qual contém arquivos de segurança de indivíduos que se registraram para obtenção de acesso às informações restritas, a fim de trabalharem para o governo federal dos EUA, as forças militares, ou até mesmo equipes de corporações com contratos governamentais/militares:
Numa divulgação, o OPM disse que os investigadores concluíram esta semana com “alto grau de confiança” que os sistemas da agência, os quais continham informações relacionadas às investigações dos históricos de funcionários federais atuais, aposentados ou prospectivos, e outros a quem uma análise do histórico foi conduzida, haviam sido violados.
Washington Post deu uma descrição do tipo de informação obtida no incidente de invasão:
O banco de dados separado de avaliação dos históricos contém informações sensíveis – chamadas de dados SF-86 – que incluem históricos financeiros e registros de investimentos dos candidatos, nomes de seus filhos e parentes, viagens internacionais e contatos com estrangeiros, antigos endereços residenciais, bem como nomes de vizinhos e amigos próximos.
O delator do programa espacial secreto, Corey Goode, respondeu à questão sobre o incidente de invasão das informações num relatório que entregou sobre três reuniões que participou, entre 5 e 9 de junho, envolvendo o desacobertamento dos programas espaciais secretos:
No seu relatório sobre a reunião de 5 de junho, você disse que a “Aliança com Base na Terra” acumulou muitos dados pessoais dos “Bancos de Dados de Pessoal do Governo Ocidental” de indivíduos, para futuros julgamentos de crimes de guerra .  Você poderia elaborar sobre o que se refere a Aliança e se a notícia de 4 de junho sobre as invasões de arquivos de funcionários federais, as quais foram ‘hackeadas‘ em dezembro de 2014, faz parte da operação da Aliança?
Goode respondeu:
Esta informação veio de uma série de acessos [hacks] e operações internas. Foi declarado que a maioria das informações eram de inteligência atual que tinham sido recém obtidas.  Ocorreu naquele mesmo dia, após as reunião que escutei sobre as enormes quebras de segurança nos Estados Unidos, durante o período que você mencionou.  Estou seguro que isto foi parte dos dados que eles obtiveram, mas também tenho a impressão de que eles obtiveram muito mais recentemente, tanto dos EUA quanto da União Europeia.
Em liberações públicas anteriores, Goode descreveu como crimes sérios têm sido cometidos por aqueles participantes num “comércio de escravidão galáctica”.  Em resposta à questão sobre quem estava por detrás do intenso tráfego humano conduzido nos programas espaciais secretos, ele disse:
Estas são informações muito assustadoras e controversas.  Começa com alguns casos padrão de grupos de crime organizado que estão envolvidos no tráfego de sexo e escravos, o qual ainda existe nos séculos 20 e 21.  Muitos destes grupos criminosos, ou gangues, possuem especialistas que trabalham a partir de listas para a obtenção de pessoas desejadas  (muitos outros são vítimas de oportunidade).  Muitas vezes, estes especialistas são pessoas mais velhas de aparência gentil, ou profissionais (inclusive nas áreas médica, lei e educação, etc.) que ninguém consideraria uma ameaça, em contato com muitas pessoas e geralmente considerados confiáveis.  Estas pessoas operam em praticamente todos os países que você possa pensar.  Muitas pessoas moradoras de rua são agarradas, no terceiro mundo ou de pais não atentos.  Este nível de tráfego humano trás muitas centenas de milhares de pessoas por ano para o comércio escravo.  Estas pessoas não sabem ou nem se importam com as pessoas que eles obtêm e os entregam aos operadores em troca de dinheiro.
Goode diz que tem havido um número de desertores do programa espacial secreto, chamado deInterplanetary Corporate Conglomerate – ICC, que estão diretamente conectados com o comércio galáctico de escravos humanos e com o uso de trabalho escravo em suas bases secretas em Marte e em outros locais do sistema solar.  Estes desertores têm estado revelando o que sabem sobre este abuso e irão testemunhar nos julgamentos vindouros de crimes de guerra.  É importante frisar aqui que os arquivos de equipes sênior trabalhando com a OCC provavelmente fazem parte de um banco de dados de informações obtidas através do incidente de invasão em 4 de junho.
Goode descreve como a informação que foi obtida pela invasão dos arquivos pessoais dos trabalhadores governamentais faz parte de futuros julgamentos de crimes de guerra que serão conduzidos como resultado dos testemunhos dos desertores:
Esta foi uma reunião anormal, devido aos tipos de pessoas que estavam presentes.  Houve uma apresentação da informação fornecida pelos desertores ao Conselho da Aliança e o que eles iriam declarar.  A “Aliança com  Base na Terra” então apresentou uma grande quantidade de informações que tinham recém sido obtidas dos governos ocidentais (EUA e UE), através da invasão de computadores e espionagem. Uma vez que a apresentação encerrou, a “Aliança com Base na Terra” e as “testemunhas/desertores” foram escortados para a próxima parte de suas atividades.
A maioria das especulações está centrada na China como sendo a culpada pelos incidentes de invasão em computadores, procurando por informações que ajudariam a conduzir futuras espionagens contra os EUA.  Não é assim, se Goode estiver correto.  O real culpado é o “Conselho da Aliança do Programa Espacial Secreto” procurando dados de pessoas que serão usados nos futuros julgamentos contra aqueles que cometeram crimes contra a humanidade em programas espaciais secretos envolvendo a vida extraterrestre.
De acordo com Goode, não teremos que esperar por muito mais tempo.  Ele revelou que neste exato momento o grau de desacobertamento está sendo trabalhado por baixo dos panos por uma ampla quantidade de alianças de programas espaciais secretos e visitantes extraterrestres.  Uma oferta foi feita para um “desacobertamento limitado” começar em novembro, com somente um oficial de alto nível se manifestando para tomar a responsabilidade.  A oferta foi declinada e planos procederam para um “evento completo de desacobertamento”, onde tudo será revelado através de descargas de informação e mais testemunhos de delatores.  Se a invasão dos computadores em 4 de junho servir de base, um futuro desacobertamento de programas espaciais secretos e da vida extraterrestre será seguido rapidamente porjulgamentos do estilo Nurenbergue para todo o pessoal governamental e corporativo ligado aos crimes de guerra.