OVNIS ONTEM , NA BUSCA DA VERDADE

Nave misteriosa na costa da Suécia provoca caça por OSNI (Objeto Subaquático Não Identificado)


Marinha sueca procura por OSNI.
Uma nave misteriosa que apareceu na superfície do Mar Báltico causou com que as forças suecas fizessem uma varredura do oceano com ‘sensores especiais’ – com algumas pessoas especulando que um submarino de alta tecnologia poderia estar na região, e outros suspeitando que poderia ser algo pertencente às forças mais misteriosas.
Navios, helicópteros e tropas estariam investigando a ‘atividade subaquática estrangeira’ no Mar Báltico, a 48 km da costa de Estocolmo.
Uma foto foi liberada na segunda-feira (20) mostrando o que parecia ser uma nave rodeada de ondulações brancas, a qual, alegadamente, submergiu logo após.
“Decidi aumentar o número de unidades na região – unidades com sensores especializados”, disse o Comandante Jonas Wikstroem aos repórteres durante uma conferência de imprensa em Estocolmo.
Sites especializados em OVNIs estão convencidos de que o objeto poderia ter sido um OSNI (Objeto Subaquático Não Identificado), após uma sequência de avistamentos anteriores na região.
Nigel Watson, autor do Manual de Investigações de OVNIs, diz: “Nos últimos 100 anos tem havido uma transição contínua de avistamentos de monstros marinhos para objetos submarinos ou extraterrestres e suas naves.  Muitas vezes, aquilo que no passado era considerado como os olhos vermelhos de um monstro aquático, agora está sendo interpretado como luzes vermelhas de um objeto subaquático não identificado.  Há muitos avistamentos de OVNIs voando para dentro e para fora dos nossos oceanos, o que sugere que estas naves tenham bases secretas subaquáticas…  A concentração de tais avistamentos indica a existência de bases no Mar do Norte, no Mar Negro e na costa da Califórnia e Porto Rico.”
Este foi um de três avistamentos, os quais foram considerados acreditáveis pelos militares.
O Almirante Anders Grenstad disse: “Poderia ter sido um submarino…  Poderia ter sido mergulhadores usando alguma forma de veículo subaquático pequeno, ou poderia ter sido mergulhadores que não deveriam estar em nosso território“.
A maior mobilização da Suécia, desde que a Cortina de Ferro caiu, começou na sexta-feira após uma transmissão de rádio em russo numa frequência de emergência, de acordo com relatos.
A Rússia nega que qualquer de seus barcos estivessem envolvidos.
Não há nenhuma situação extraordinária ou de emergência envolvendo navios de guerra russos“, disse um porta-voz militar daquele país.
——-

Foto fornecida pelas Forças Armadas Suecas e distribuída pela TT News Agency, tirada por fotógrafo amador.
Contudo uma coisa é certa.  Algo apareceu na superfície do Mar Báltico próximo a Estocolmo, embora as chances sejam enormes de que tenha sido um submarino.

Fontemetro.co.uk