OVNIS ONTEM , NA BUSCA DA VERDADE

Pedaço antigo da Terra pode existir dentro de nosso planeta

Pedaço antigo da Terra pode existir dentro de nosso planeta

De acordo com o site latest-ufo-sightings.net, uma equipe de cientistas da Universidade de Harvard descobriu evidências de que uma ‘Terra antiga’ pode ser encontrado dentro do nosso planeta.
A equipe teoriza que uma taxa anterior de isotópicos misteriosos nas profundidades do planeta podem estar sinalizando a possibilidade da existência de um material de antes da colisão da Terra com outro corpo celeste do tamanho de um planeta.   Acredita-se que a colisão entre a Terra e o outro planeta tenha originado a Lua, e agora que o material nas profundidades da Terra seja de antes da colisão.  Esta teoria foi apresentada em Sacramento, Califórnia – EUA, durante a Conferência Goldschmidt.+
Segundo uma teoria amplamente aceita, a Lua se formou quando um objeto do tamanho de Marte, batizado com o nome de Theia, teria colidido com a Terra há 4,5 bilhões de anos.  Esta teoria alega que essa colisão gerou calor suficiente, resultando no derretimento de todo o planeta, com os destroços sendo rebatidos ao espaço e resfriados, formando assim a Lua.+
Porém, a nova teoria pelos cientistas da Universidade de Harvard diz somente que a Terra derreteu, mas uma parte antiga ainda está dentro do manto da Terra.+
Sujoy Mukhopadhyay, pesquisador líder e professor associado em Harvard, admitiu que a energia liberada pelo impacto seria grande o suficiente para derreter todo o planeta, mas sua equipe acredita que o impacto não foi distribuído de forma igual por toda a Terra antiga.  A equipe concluiu que o hemisfério impactado teria sido vaporizado, mas que o lado oposto não teria derretido por completo, porque poderia ter sido parcialmente protegido.+
A nova teoria desafia algumas noções atuais sobre a formação do planeta e a energética de grandes impactos.  Se a teoria for verdadeira, uma porção da Terra antiga ainda está dentro do planeta.+
Enquanto isso, os pesquisadores da Universidade do Novo México e da Universidade Northwestern, propuseram a primeira prova da existência de possíveis oceanos nas profundidades abaixo dos Estados Unidos.+
O geofísico da Universidade Northwestern, Steve Jacobson, e o sismólogo Brandon Schmandt, da Universidade do Novo México, descobriram um sinal provável da existência de uma enorme reservatório de água, de três vezes o tamanho dos oceanos da Terra.  Os dois pesquisadores descobriram bolsões profundos de magma a aproximadamente 640 km de profundidade abaixo da América do Norte.  Se a descoberta for provada como verdadeira, ela pode representar o maior reservatório de água da Terra.