OVNIS ONTEM , NA BUSCA DA VERDADE

Físicos russos fazem campanha para a reconstrução da Torre Wardenclyffe de Tesla, a fim de fornecer energia para mundo todo


Tesla estava certo e estamos prontos para provar!”  Assim dizem os dois físicos russos que recém lançaram uma campanha Indiegogo para reconstruir a Torre Wardenclyffe de Nikola Tesla já em 2014.  Tesla acreditava que a torre poderia transmitir energia sem a utilização de fios, mas isto nunca foi definitivamente provado durante seu tempo de vida.
Se Tesla estava certo, e após extensos estudos a dupla russa está convencida de que ele estava, o projeto poderia fornecer um sistema mundial de transmissão de energia eficiente, o qual distribuiria toda a energia limpa que pudéssemos utilizar.
Que Tesla era um gênio, é indiscutível mesmo entre os seus caluniadores, mas mais de 70 anos após sua morte ele permanece uma figura polarizadora.
Leonid Plekhanov e Sergey Plekhanov despenderam os últimos cinco anos estudando e modelando as anotações e patentes da torre de Tesla e estão certos de que o projeto é viável, com o uso de materiais e tecnologia modernos.
Como a sua página do Indiegogo indica: “Nikola Tesla nos deixou uma descrição muito detalhada de um projeto para seu Sistema Amplificador de Transmissão e dos princípios físicos de sua operação.  Somos um grupo de físicos da atualidade, treinados em muitas das áreas relacionadas à operação de seu Sistema de Energia Mundial.  Conduzimos uma investigação científica completa de seus trabalhos e chegamos à conclusão de que Tesla estava no caminho certo.

Russian Physicists Launch Campaign To Rebuild Tesla’s Wardenclyffe Tower And Power The World
O princípio por detrás do projeto atual é o de que já temos uma fonte ilimitada para toda a energia que possamos precisar – o Sol.  Um conjunto solar de 100.000 quilômetros quadrados num lugar desértico ensolarado poderia fornecer a energia global necessária para todos.  O problema está na distribuição da energia, pois os sistema atuais perdem muito dela.
A rede de torres propostas por Tesla foram projetadas para utilizar a condutividade inerente da própria Terra, transmitindo a energia através do solo e da ionosfera, com pouco desperdício.  Uma descrição detalhada de como a torre funciona pode ser encontrada aqui (em inglês).
Embora a torre original de Tesla em Long Island pesasse 60 toneladas, o protótipo que os Plekhanovs planejam construir somente pesará duas toneladas, devido aos avanços em materiais.  A sua ‘bobina’ Tesla terá 20 metros de comprimento.
A equipe espera levantar US$800.000 para construir seu protótipo, via uma campanha Indiegogo, que deverá findar em primeiro de agosto.
Infelizmente, até a data desta publicação, eles levantaram somente US$43.653.