OVNIS ONTEM , NA BUSCA DA VERDADE

NASA busca ideias para procurar vida alienígena em Europa


Agência espacial planeja missão para explorar oceano de lua de Júpiter
Categoria: ASTRONÁUTICA | ASTRONOMIA | EXOBIOLOGIA | NASA | TECNOLOGIA E CIÊNCIA
CRÉDITO: NASA
Europa, em foto da Galileo; lua de Júpiter é forte candidata a abrigar vida alienígena

As missões Voyager em 1979 apresentaram para a sociedade terrestre as luas de Júpiter, conhecimento que foi ampliado com a missão Galileo, de 1989 a 2003. Entre as principais descobertas, a possibilidade da existência de um vasto oceano por baixo da capa de gelo que cobre a superfície da lua Europa. Esse fato tornou esse mundo um dos principais candidatos a abrigar vida extraterrestre no Sistema Solar.

A NASA já iniciou estudos que podem levar, finalmente, a uma missão para investigar o satélite, e liberou uma proposta para que sejam enviadas sugestões e projetos de instrumentos científicos para a futura missão. Um dos aspectos mais atraentes é a possível existência de gêiseres no polo sul de Europa, com o que seria muito mais simples estudar a composição do oceano subterrâneo e os elementos que ali existem. As propostas devem ser enviadas para a agência até 17 de outubro.

O Conselho Nacional de Pesquisa norte-americano, uma organização sem fins lucrativos que provê conselhos ao governo, publica a cada dez anos uma lista de recomendações para a estratégia de exploração espacial da NASA e da Fundação Nacional de Ciências. O documento atual, cobrindo o período de 2013 a 2022, coloca a exploração de Europa como uma das missões de maior prioridade. O desafio é gigantesco, especialmente pelo fato da lua ser banhada pelos cinturões de radiação mortais de Júpiter, e tanto a nave quanto seus instrumentos devem ser projetados para resistir a essas condições adversas.

MUNDO CANDIDATO A ABRIGAR VIDA ALIENÍGENA

Outro cuidado essencial é impedir que a nave leve micro-organismos da Terra, que poderiam até mesmo encontrar um ambiente propício a seu desenvolvimento em Europa. Foi por esse motivo que a Galileo, no final de sua missão em 2003, foi enviada para queimar na atmosfera de Júpiter. Os parâmetros de investigação estabelecidos são de investigar o oceano subterrâneo, a crosta de gelo na superfície, suas composições e química, examinar acidentes geográficos, mapear seu campo magnético e identificar possíveis locais seguros para pousar em Europa.

A NASA informa que os instrumentos candidatos devem cumprir ao menos uma dessas metas e ser desenhados para equipar uma nave que orbite a lua, ou que realize diversos sobrevoos enquanto orbita Júpiter. A agência escolherá 20 propostas e cada equipe receberá então 25 milhões de dólares para refinar seus projetos. Ao final do processo a NASA escolherá oito vencedores, que serão construídos pela agência e instalados na missão para Europa. Espera-se que, mesmo diante do imenso desafio tecnológico e científico, a missão custe menos de 1 bilhão de dólares.

Confira um vídeo sobre Europa: