OVNIS ONTEM , NA BUSCA DA VERDADE

Eminente cientistas da história da China relatou avistamento de OVNI / UFO


Shen Kuo (1031 -1095), cientista e estadista chinês da Dinastia Song. (Wikimedia Commons)
Shen Kuo era um renomado astrônomo, matemático, geólogo, zoólogo, diplomata, engenheiro, inventor, músico, ministro das finanças e mais.  Ele viveu durante a Dinastia Song (969-1127), na China.  Em suas escritas, as quais cobrem muitos tópicos, há uma passagem detalhando o que parece ser o avistamento de um objeto voador não identificado (OVNI).
O Professor Zhang Longqiao, do Departamento de Professores da Universitários em Pequim, na China, descobriu na década de 1970 uma passagem no livro de Shen, “Mengxi bitan“, a qual descreve OVNIs similares a pérolas.  Shen é uma fonte confiável do século XI a XII, e ainda hoje permanece como um respeitado colaborador ao progresso da região.
Zhang era “inclinado a pensar que isto poderia ser, de forma grandiosa, uma maneira de fornecer uma pista de que uma nave de outro planeta uma vez pousou em algum lugar perto de Yangzhou, na China“, de acordo com Paul Dong, um escritor cujos artigos têm aparecido em algumas das publicações mais populares da China, inclusive no jornal estatal “O Diário do Povo”.  Dong se tornou editor chefe do “Jornal da Pesquisa OVNI”, trabalhando com muitos pesquisadores e outros especialistas na época que a China estava tinindo com a ‘febre dos OVNIs’ (no final da década de 1970, início da década de 1980).
Dong apresenta em seu livro, “Os Maiores Mistério da China” (trad. livre do título – n3m3), uma tradução da passagem que o Professor Zhang encontrou no livro de Shen:
“Nos anos do Imperador Jiayou (1056 – 1064), um OVNI, tão brilhante como um pérola, muitas vezes fazia sua aparição sobre a próspera cidade de Yangzhou, da Província de Jiangsu, particularmente à noite.  Primeiramente, o objeto era avistado sobre um lago no Condado de Tienzhang, ao leste de Anhui, e mais tarde  no Lago Pishe, ao noroeste do Condado de Gaoyou, em Jiangsu.  Subsequentemente, ele era muitas vezes avistado pelos habitantes da região, próximo ao Lago Xingkai.
“Uma noite, um homem vivendo próximo à margem do lago, encontrou uma ‘pérola brilhante’ enquanto estudava ao ar livre.  O objeto abriu sua porta e uma luz intensa como raios de Sol saíram para fora dele, e então a ‘casca’ externa se abriu, parecendo tão grande quanto uma cama, com uma enorme pérola do tamanho de um punho iluminando o interior com uma luz branca prateada.  A intensa luz branca prateada que saiu de seu interior era muito forte para que os olhos humanos pudessem aguentar; ela projetou sombras de todas as árvores num raio de 16 quilômetros.
“O espetáculo foi como o sol nascente, iluminando o céu e a floresta distantes em vermelho.  Então, repentinamente, o objeto decolou à uma velocidade tremenda e desceu por sobre o lago, como o sol poente.
“Yibo, um poeta de Gaoyou e uma frequente testemunha da ‘pérola como a Lua’, escreveu um poema sobre ela, mas após alguns anos a ‘pérola como a Lua’ desapareceu.
“Como a pérola frequentemente fazia suas aparições na cidade de Fanliang, em Yangzhou, os habitantes da região, que a viam frequentemente, construíram um pavilhão à beira da estrada e o batizaram de “O Pavilhão da Pérola”.  Pessoas curiosas muitas vezes vinham de longe por barco, esperando a chance de ver e pérola imprevisível.”
O relato é tão claro e direto, que provavelmente não seja baseado em alucinações, visões religiosas, ou algo similar, disse Zhang.  Zhang também mencionou que nenhuma criatura bioluminescente, tal como vaga-lumes, seriam grandes o suficiente para terem sido descritos como enormes como uma cama e tão brilhante para cegar os olhos.
No mesmo livro, Shen realça outras observações científicas que agora as vemos como precisas. Por exemplo, ele forneceu a primeira descrição do funcionamento de uma bússola magnética, ele identificou e analisou fósseis, ele argumentou contra a teoria de que as marés eram conectadas ao Sol, identificando uma correlação com os ciclos da Lua, e ele levantou a hipótese de que o Sol e a Lua eram esféricos, e não achatados.