OVNIS ONTEM , NA BUSCA DA VERDADE

Bolas de fogo e lobos: a história da primeira caminhada espacial




Há quase 60 anos, demos nossos primeiros passos na imensidão do espaço. Ou, para ser mas específico, o cosmonauta soviético Alexei Leonov teve a honra de dar a primeira caminhada espacial. Foi uma caminhada rápida – um jeito da União Soviética vencer os EUA de vez na corrida espacial. E eles venceram! Para isso, quase mataram todos os astronautas a bordo no processo.

Isso foi anos antes dos EUA (ou qualquer outra pessoa no mundo) saber o que realmente ia a bordo da missão Voskhod 2 para o espaço. Mas agora que a Guerra Fria já acabou há muito tempo, Leonov falou à BBC sobre sua conquista histórica e horrível. No fim das contas, ele de fato concluiu uma caminhada espacial, mas “sucesso” pode ser uma palavra um pouco forte para descrever a coisa toda.



O caos começou quando os 10 minutos de Leonov acabaram e ele precisava voltar para a nave. Eis o que diz a BBC:

A ausência de pressão atmosférica no espaço fez com que seu traje espacial inflasse lentamente como um balão. Ele lembra, “minha roupa estava ficando deformada, minhas mãos saíram das luvas, meus pés saíram das botas. O traje estava folgado no meu corpo…”

… em cinco minutos ele estaria na sombra da Terra, em uma escuridão completa. Sem dizer ao controle em solo, o cosmonauta decidiu soltar metade do ar do seu traje espacial através de uma válvula em seu revestimento. Isso arriscou seu corpo de sofrer de falta de oxigênio, mas se ele não conseguisse voltar para a cápsula, estaria morto de qualquer jeito.

Leonov deixou um pouco de oxigênio a tempo de reduzir a pressão. Mas, quando fez isso, ele começou a sentir os primeiros sintomas da doença descompressiva.


Apesar de ser incapaz de ver devido à transpiração profusa, Leonov conseguiu voltar a bordo. Os problemas não acabaram por aí, no entanto: dentro da cápsula, os cosmonautas perceberam que a pressão de ar e níveis de oxigênio deles estava aumentando perigosamente – e, consequentemente, as coisas estavam ficando inflamáveis.

Durante o treinamento, o cosmonauta Valentin Bondarenko morreu após derrubar um pedaço de algodão molhado de álcool dentro de uma câmera de treinamento cheia de oxigênio, causando uma imensa bola de fogo. E então todos sabiam que uma única faísca “vaporizaria” os futuros heróis.

E então o sistema de reentrada falhou — eles não tinham uma forma de controlar como pousariam. Como a BBC explicou:

O melhor que eles poderiam esperar era que a nave pousasse em algum lugar da União Soviética.

E assim aconteceu. No meio da Sibéria. Que estava cheia de ursos e lobos. Durante a temporada de acasalamento – a mais agressiva de todas.

Felizmente para os cosmonautas, o sinal foi detectado e eles foram levados para casa e recebidos como os heróis que mereciam ser – mas não sem antes passar duas noites na floresta congelante da Sibéria.

A jornada de Alexei Leonov fará parte do documentário Cosmonautas: Como a Rússia Venceu a Corrida Espacial, que estreia hoje nos EUA e Inglaterra.

FONTE: http://gizmodo.uol.com.br/