OVNIS ONTEM , NA BUSCA DA VERDADE

Missão espacial da Índia até Marte prossegue como planejada


A sonda MOM está seguindo sua trajetória e os gerentes da missão descartaram a necessidade de uma manobra de correção de trajeto (TCM), que havia sido inicialmente planejada para agosto de 2014. Isto significa que a MOM necessitou somente 3 das 4 manobras de correção que foram originalmente planejadas para toda a jornada heliocêntrica.
A missão espacial da Índia até Marte está agora a somente menos de um mês de sua chegada, aproximando-se rapidamente dos estágios finais do encontro histórico que irá culminar em 24 de setembro deste ano.
Em 22 de agosto passado, a Mars Orbiter Mission, ou MOM,  estava a “somente” 9 milhões de quilômetros de Marte e do acionamento crucial do motor Mars Orbital Insertion – MOI, que colocará a primeira missão interplanetária da Índia em órbita do 4º planeta a partir do Sol.
MOM foi projetada e desenvolvida pela Organização de Pesquisa Espacial Indiana (sigla ISRO, em inglês), ao custo de US$ 69 milhões e marca o início da Índia em voo interplanetário.
Até agora, a sonda viajou uma distância total de 602 milhões de quilômetros dentro de seu arco heliocêntrico em direção a Marte, disse a ISRO.  Atualmente ela está a mais de 189 milhões de quilômetros da Terra.  A viagem de ida e volta de sinais de rádio até a MOM demoram 20 minutos e 47 segundos.
Após cruzar através do espaço por aproximadamente 10 meses e meio, a sonda MOM, de 1.350 quilos, irá acionar seu motor principal de combustível líquido de 440 Newton, a fim de desacelerar e entrar em órbita de Marte em 24 de setembro, onde ela deverá estudar a atmosfera e ‘farejar’ por sinais de metano.
Essa manobra crítica de 24 de setembro irá colocar a MOM numa órbita elíptica ao redor de Marte, de entre 377 km a 80.000 km.
Os engenheiros espaciais da ISRO estão cuidando de precisamente navegar a MOM, para mantê-la em seu curso durante a trajetória heliocêntrica da Terra para Marte, através de uma série de manobras de correção.
A última manobra foi executada com sucesso em 11 de junho, quando foram disparados os motores de 22 Newton da espaçonave, por uma duração de 16 segundos.