OVNIS ONTEM , NA BUSCA DA VERDADE

Clarão no céu assusta moradores de estados do nordeste brasileiro




O leitor Zhor nos enviou um link para o seguinte artigo de Peterson Mayrinck, publicado pela Folha de Pernambuco:
Imagem do fenômeno que circulou pelo Whatsapp.
Susto, curiosidade e clima de mistério movimentaram os internautas na noite desta quarta-feira (15). Por volta das 23h, um clarão e até mesmo uma suposta “bola de fogo” teriam cruzado o céu em estados do Nordeste – especialmente Pernambuco, Paraíba e Alagoas.
“Eu estava na sala, assistindo televisão, e vi uma luz muito forte. Pensei que fosse um flash”, conta a professora Tainah Ferreira, que mora no bairro da Madalena. No Twitter, os usuários da rede social comentaram o ocorrido e relataram ter visto o fenômeno em várias áreas da Região Metropolitana do Recife (RMR) e mesmo em outros estados. No WhatsApp, uma imagem de baixa qualidade circulava como sendo do fênomeno.
Uma possível explicação para o fênomeno visto na noite desta quarta-feira é a Chuva de Meteoros Orionídeas, como apresentado pelo site da Agência Espacial Norte-Americana (Nasa, na sigla em inglês). A Orionídeas ocorre todos os anos, com período ativo entre 2 de outubro e 7 de novembro – e pico entre 21 e 22 de outubro. De acordo com uma página da agência, os meteoros da chuva são conhecidos por seu “brilho e velocidade”.
A origem da chuva de meteoros, ainda de acordo com a Nasa, é do cometa 1P/Halley. Poeira espacial e gelo, dispersos pelo núcleo do astro, eventualmente entram na atmosfera da Terra justamente durante outubro e são responsáveis por provocar o efeito.
 A reportagem procurou a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) e o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), mas não encontrou porta-vozes para comentar o assunto.

Certamente, o fenômeno tem todas as características da entrada de uma rocha espacial na atmosfera terrestre.  Contudo, sem maiores dados nada é conclusivo ainda.
Em tempo, o leitor Paulo Fernando também nos enviou a informação via Facebook.