OVNIS ONTEM , NA BUSCA DA VERDADE

NASA descobre fortes evidências de água líquida em Marte


Depois de uma semana de especulações, a NASA confirmou nossas suspeitas: hoje, é bem provável que exista água líquida em Marte. Essa descoberta torna a possibilidade de encontrarmos vida no planeta vermelho ainda mais plausível.

“A água é essencial à vida como a conhecemos”, escrevem os pesquisadores por trás do estudo. “A presença de água líquida em Marte hoje tem implicações astrobiológicas, geológicas e hidrológicas que podem afetar o futuro da exploração humana.”

A pesquisa, liderada pelo geomorfólogo Lujendra Ojha, da Georgia Tech, usa novos dados coletados pela sonda Mars Reconnainssance Orbiter (MRO) que mostram evidências de córregos de água líquida pelo entorno das crateras de Marte.

Primeiro, as imagens coletadas pela câmera HiRISE mostram escoamentos em declives marcianos que podem ter sido causados por água líquida. Eles parecem ser sazonais, desaparecendo quando inativos e reaparecendo anualmente em múltiplos anos marcianos.

Isso sozinho já sugere a presença de água corrente, mas a razão decisiva vem em forma de dados espectrais coletados pelo MRO: sais hidratados dentro destes escoamentos. Isso é uma evidência poderosa de água salgada evaporada, possivelmente de um reservatório subterrâneo.



Linhas escuras (conhecidas como RSL) que descem em uma inclinação à medida que a temperatura sobe, possivelmente representando os fluxos de água salgada em Marte entre primavera e verão (NASA/JPL)

“Algo está hidratando estes sais, e parece que são estas riscas que vêm e vão durante as estações”, disse Ojha em um anúncio. “Isso significa que a água em Marte é salgada, em vez de pura. E faz sentido, porque os sais abaixam o ponto de solidificação da água. Mesmo que os córregos fiquem abaixo da terra, onde é até mais frio que a temperatura da superfície, os sais manteriam a água em forma líquida, permitindo a ela descer pelas encostas de Marte”.

Sabe-se que Marte costumava ser um lugar muito mais quente e úmido. Ele pode até mesmo ter sido coberto por um oceano global. Mas há anos, cientistas debatem se a água liquida poderia existir hoje na superfície frígida e seca de Marte. E se ela estivesse presente em Marte atualmente, isso aumentaria muito a possibilidade de vida microbial no planeta.

A NASA nos atiçou com essa novidade desde que divulgou um comunicado na semana passada dizendo que a agência espacial anunciaria uma ‘grande descoberta científica’ que solucionaria um longo mistério marciano. O anúncio da descoberta foi muito bem calculado: com a estreia do filme O Marciano essa semana, endossado pela NASA, a agência faz de tudo para animar o público com uma possível missão a Marte em 2030.

E o que é mais animador que a possibilidade de micróbios marcianos?

Primeira imagem: estrias escuras e estreitas de 100 metros de comprimento podem ter se formado em Marte por água corrente.

FONTE: NASA VIA GIZMODO