OVNIS ONTEM , NA BUSCA DA VERDADE

OVNI / UFO em Nova Iorque ainda não foi identificado: Seria uma nave, ou somente um drone?


OVNI em Nova IorqueUm homem filmou uma nave em forma de bumerangue, quando esta cruzava o céu em abril passado, intensamente iluminada, por volta das 22h30, em Port Jefferson, Nova Iorque.  Após, ele submeteu o vídeo para a Mutual UFO Network – MUFON, para investigação, deixou quase tomos estupefatos com o que ele havia filmado com seu celular.
Quando olhei à minha esquerda notei luzes vermelhas e azuis pairando no ar.  Parei e assisti por alguns instantes, para ver se era somente alguém com algum brinquedo“, escreveu a testemunha, em seu relatório.  “Então, o objeto foi mais alto no ar e começou a se mover muito rápido.  Então peguei meu celular e comecei a filmar pelo máximo de tempo que pude, até acabar a bateria.”
Alguns pesquisadores acreditam que o objeto possa ter sido um drone, mas não estão seguros, pois não podem saber o quão próximo o objeto estava de onde o homem filmou.
“Assisti o vídeo e descobri que não há uma forma confiável de determinar a distância que o objeto estava.  Isto nos apresenta com um problema na determinação da natureza do objeto“, disse Marc Dantonio, chefe de foto e vídeo para a MUFON.  “Isto posto, o objeto poderia ter sido pequeno e estado próximo, o que o colocaria como um drone ou aeromodelo controlado por controle remoto.  Não podemos ignorar esta possibilidade.”
Joseph Flammer, investigador de campo de MUFON para Nova Iorque, também apontou que há vários aeroportos próximos da área, embora este objeto claramente não se trata de um avião.
Dando apoio à teoria de drone do Dantonio, ele disse que o objeto parece estar voando na mesma altitude,  o que é típico de uma pessoa voando um aeromodelo à noite.  Porém, ele adicionou: “Mas isso não significa que não seja um verdadeiro desconhecido – só estou dizendo que é explicável em termos humanos“.
Um recente estudo descobriu que muitas pessoas que alegam ter visto OVNIs nos EUA, os avistam nos meses de verão, com os maiores relatos vindo de residentes dos estados de  Maine, Washington, Arizona e Nevada.
Avistamentos em Nova Iorque e Long Island são particularmente raros, devido à grande quantidade de tráfego aéreo na região.