OVNIS ONTEM , NA BUSCA DA VERDADE

Água líquida em Marte já apareceu em fotos tiradas pelo jipe-sonda Curiosity, aparentemente

Água em Marte 1Um internauta alega ter descoberto água líquida fluindo em Marte numa foto tirada pelo jipe-sonda Curiosity, da NASA.
A foto, que foi publicada no site JPL da NASA, foi tirada pelo Curiosity em Sol 707, ou seja 8 de fevereiro de 2014, às 12h52m11s, horário Universal.De acordo com o site UFO Sightings Daily, a foto mostra um rastro escuro indicativo de água líquida escorrendo na superfície marciana.
O local é constituído por pedaços de rochas num pequeno monte, na região da Cratera Gale, onde o jipe-sonda pousou em 6 de agosto de 2012.
De acordo com Scott Waring, que gerencia o site UFO Sightings Daily, a evidência da água é a região escura mostrada na foto.  Estas áreas escuras indicam umidade, contrastando com a areia de cor mais clara ao redorÁgua em Marte 2“Você pode ver a umidade e a diferença em cor do solo, quando comparado com seu redor.  Não há dúvida de que seja água.”
Embora a NASA nunca anunciou a descoberta pelo jipe-sonda de água fluindo na Cratera Gale, a agência anunciou recentemente que rastros escuros na superfície de Marte, na região da Cratera Hale, que fica longe da Cratera Gale, poderia ser evidência de escorrimento intermitente de água líquida.
O vídeo  mostra uma simulação apresentada pela NASA, dos rastros escuros de água descendo as colinas durante as estações mais quentes em Marte.Waring alega que a NASA tinha planejado manter em segredo a descoberta da evidência de água em Marte, mas internautas atentos aos detalhes das fotos forçaram a agência a divulgar sua descoberta.
Ele ainda alega que a NASA continua tentando acobertar a notícia de que o jipe-sonda Curiosity fotografou água no estado líquido na Cratera Gale. Mas, aparentemente, a agência descuidadosamente liberou esta evidência fotográfica.  Graças ao Waring, a descoberta não é mais segredo.
“Esta foto é prova de que a água existe em muitos lugares próximos do jipe-sonda… digamos de 1 a 2 metros de distância [na Cratera Gale]…”
Eu aposto que a NASA não só já havia analisado estas manchas úmidas perto do jipe-sonda antes mesmo de anunciar sua grande descoberta’ de algumas semanas atrás, como também já comprovou a existência de bactéria nativa do planeta dentro deste líquido.
Ela só não quer contar para nós.