OVNIS ONTEM , NA BUSCA DA VERDADE

Executiva demitida do Banco Mundial alega que alienígenas controlam as finanças do planeta

Karen Hudes saiu da instituição em 2013 após denunciar corrupção no órgão e afirma em entrevista que alienígenas pretendem escravizar a humanidade pelas finanças

A Ufologia Mundial está nos últimos dias debatendo as alegações de Karen Hudes, ex-executiva do Banco Mundial, de que alienígenas controlam as finanças da Terra. De acordo com o que disse em uma entrevista que concedeu ao apresentador Fabio Complejo, seres não humanos controlam as instituições financeiras mundiais e o Vaticano.

Karen Hudes estudou na Escola de Direito de Yale e depois formou-se em economia na Universidade de Amsterdã. Trabalhou de 1980 a 1985 no US Export Import Bank, em seguida no Departamento Legal do Banco Mundial de 1986 a 2007. Em 2013 seu nome chegou às manchetes por ter sido demitida do Banco Mundial após ter acusado a instituição de corrupção. Hudes, desde então, tem se dedicado a denunciar uma suposta elite que controla a economia mundial.

A economista faz suas alegações mencionando um estudo suíço publicado no site Plos One. Esse artigo aponta que um pequeno grupo de entidades, divididas entre instituições financeiras e bancos centrais de algumas nações, exerce uma descomunal influência na economia mundial atuando desde os bastidores, sem qualquer divulgação. Hudes afirma: "O que acontece é que os recursos mundiais são dominados por esse grupo. Eles têm tido permissão para fazer isso".
Informações relacionadas nas fontes consultadas dão conta de que o estudo suíço, realizado por pesquisadores do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique, analisou as relações entre 37 milhões de companhias e investidores por todo o mundo. Eles chegaram à conclusão de que 147 megacorporações controlam cerca de 40 por cento da economia global. Entre algumas dessas corporações estariam o Barclays Bank, JPMorgan Chase & Co, and The Goldman Sachs Group, que influenciariam as políticas de vários bancos centrais, do Banco Mundial e do próprio Fundo Monetário Internacional (FMI).

Contudo, as alegações mais bombásticas de Karen Hudes são mesmo a respeito da influência alienígena nesse processo. Na entrevista cujo vídeo pode ser assistido abaixo ela afirma que os seres são chamados Homo Capensis: "São criaturas não humanas, de cabeça alongada e que controlam o Vaticano e os bancos de todo o mundo. Estiveram na Terra, ao lado da humanidade, antes da Idade do Gelo". Ela tenta dar substância às suas alegações mencionando faraós e certa arte egípcia mostrando seres com crânios alongados, como os encontrados na América do Sul.

Contudo, sabe-se muito bem que certas culturas tinham como hábito alongar os crânios apertando faixas nos crânios de recém-nascidos. Alegar uma fantástica conspiração mundial sem apresentar provas também não requer muita imaginação. Finalmente, vários ufólogos têm criticado as manifestações de Karen Hudes, como o editor da Revista UFO, A. J. Gevaerd, que comentou a respeito o seguinte:

"Acredito que a senhora Karen Hudes, ex-executiva do Banco Mundial, tenha cometido um grande exagero ao afirmar que extraterrestres comandariam a economia mundial e o Vaticano. Não acredito nisso. O que acredito, no entanto, é que a realidade da presença alienígena na Terra é conhecida pelos grandes países e muito mais ainda pelo Vaticano, e que as autoridades de todas estas nações não ignoram o assunto, embora não o comentem publicamente. Seria natural que pautassem muitas de suas ações levando à questão ufológica em consideração, mas daí a se dizer que ETs comandam nossa economia é de um exagero cavalar".




 Sede do Banco Mundial em Washington
Karen Hudes em uma das entrevistas que concedeu