OVNIS ONTEM , NA BUSCA DA VERDADE

Cientista do SETI diz que uma civilização avançada pode estar tentando nos contactar agora

Neste exato momento, uma civilização alienígena extremamente avançada pode estar tentando enviar mensagens aos humanos.
Seria possível que não tenhamos ainda (oficialmente) nos encontrado com nossos vizinhos cósmicos devido à nossa incapacidade de captar seus sinais?  De acordo com a Dra. Nathalie Cabrol, alienígenas super inteligentes poderiam estar tentando nos contactar, mas simplesmente não podemos ‘ver’ os seus sinais ainda.  É possível que alienígenas super avançados poderiam estar usando um sistema de comunicação mais avançado do que o nosso, e não podemos captar suas mensagens devido a isto.  A Dra. Cabrol também acredita que os humanos encontrarão uma exata réplica da Terra em breve.
Cabrol acredita que nas próximas décadas, encontraremos organismos alienígenas simples em lugares próximos da Terra, como também algumas réplicas do nosso planeta em galáxias pelo Universo.  Porém, encontrar a vida inteligente não é uma tarefa fácil, principalmente porque nossa visão do Universo é limitada pela nossa tecnologia, já que a nossa civilização ainda é considerada um ‘bebê’ na vizinhança galáctica, comparada com outras super civilizações no cosmos.
Ganímedes, uma das luas de Júpiter
Os cientistas acreditam que a vida possa existir em outros lugares do nosso sistema solar.  Ganímedes, uma das luas de Júpiter, contém água salgada, um oceano abaixo de sua superfície e poderia ser uma ótima candidata.
“Veja quanto progresso temos feito nos últimos 100 anos”, disse a Dra. Cabrol.  “Se há uma civilização lá fora que seja somente 1.000 anos mais velha do que a nossa, quem sabe qual tipo de tecnologia, ou que tipo de processos eles iniciaram para se comunicar conosco.  Estamos somente arranhando a superfície aqui.  Estamos procurando no Universo a partir do nosso ponto de vista.  Tendemos a questionar a forma com que o fazemos.  Mas que tipo de processo de pensamento uma civilização alienígena poderia ter, não sabemos realmente.”
Hoje, os cientistas estão procurando por vida extraterrestre na vizinhança cósmica, baseados em escolher sinais potenciais ópticos e de rádio.  Este ano, pesquisadores captaram 10 sinais pulsantes extremamente misteriosos, os quais originaram fora do nosso sistema solar. Acredita-se que estes sinais, conhecidos como Pulsos Rápidos de Rádio, seguem um padrão matemático, o que significa que eles poderiam ter originado de civilizações inteligentes.  De acordo com especialistas, as medidas de dispersão de todos os 10 pulsos são múltiplos de um único número; 187.5.
Estariam seres extraterrestres avançados tentando se comunicar conosco?
Isto será, ou uma nova física, como um novo tipo de pulsar, ou, no final, se não pudermos excluir mais nada, um ET“, disse o pesquisador Michael Hippke, do Instituto para Análise de Dados em Neukirchen-Vluyn, Alemanha.
Isto poderia ser de um ET, mas poderia ser algo completamente novo para a ciência, tal como a conhecemos.  De qualquer foram, os pesquisadores certamente aprenderão algo novo a partir disto.
A Dra. Cabrol acredita que uma das maneiras possíveis de localizar civilizações alienígenas é através da ‘destruição’ de seu próprio planeta.
“O SETI trabalha, neste momento, com rádio astronomia e ótica.  Mas deveríamos considerar também o que uma civilização faz ao seu meio-ambiente à medida que cresce.  Somos avançados de uma forma, mas somos uma civilização adolescente.  Estamos brincando com brinquedos e tecnologias, mas não conhecemos as regras muito bem ainda.  Não estamos em equilíbrio com o nosso meio-ambiente, e este é o problema com a mudança climática.  Aqui está uma ligação direta entre ET e mudança climática.  Há uma janela no tempo quando você pode esperar que uma civilização obtenha este desequilíbrio, como temos aqui agora.  Durante este período, você encontrará assinaturas na atmosfera de um planeta que não deveriam estar lá. Assim podemos procurar por isto também.  E este é somente um exemplo.”